Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

LiveZilla Live Help
Home
Empresa
Produtos
FAZER PEDIDO ONLINE
Cursos
Cidades Atendidas
Acesse Área Restrita
Cadastre Seu Currículo
Receituário Online
Contato
Preencha o formulário abaixo para receber gratuitamente nosso informativo online!
Nome:
E-mail:
Autorizo envio de informativo online.
Voltar

Mais estabelecimentos 24 horas

Cresce o número de estabelecimentos abertos 24 horas voltados à alimentação fora

Cresce o número de estabelecimentos abertos 24 horas voltados à alimentação fora do lar nas grandes metrópoles, demonstrando a necessidade de inovações em algumas estruturas do food service brasileiro a fim de atender novas demandas do mercado.

A hora do almoço e a hora do jantar são conceitos que vem se tornando cada dia mais flexíveis para a população, principalmente a ativa no mercado de trabalho, que precisa encontrar brechas na rotina diária para as refeições – e nem sempre isto é possível nos mesmos horários. Até mesmo o café ‘da manhã’ já está sendo procurado, muitas vezes, na madrugada ou no início da tarde.  

A alimentação fora do lar tem ganho, a cada dia, horários diferenciados para tentar atender às necessidades de cada tipo de consumidor. Este movimento passou pela extensão dos momentos de almoço e jantar por mais algumas horas nos restaurantes e pelos buffets de café da manhã que se tornam café da tarde e sopa da noite, atendendo ao público durante praticamente todo o dia. Agora o foco de investimento daqueles que desejam operar em food service de forma democrática e conectada com a nova realidade das grandes cidades são os empreendimentos 24 horas.  

No Brasil, o conceito do serviço de alimentação que funciona 24 horas – ou ‘dia e noite’ como é chamado na maior parte do mundo – fora de locais emergenciais como estações rodoviárias, aeroportos e hospitais, é relativamente novo, mas tem um público cativo e crescente. Os investimentos nos estabelecimentos que trabalham neste regime, sejam restaurantes, lanchonetes ou padarias, tem mostrado grande potencial, e a tendência é que, com a chegada dos grandes eventos esportivos que o Brasil sediará nos próximos anos, o número de operadores optantes por não fechar as portas em nenhum horário seja ainda maior.

Veja mais: http://www.foodservicenews.com.br/materia.php?id=520

Fonte: Food Service

Assista ao vídeo do Projeto Social realizado pela Dispropan
https://youtu.be/cSSHVd6UzXY